Institucional

Valorize o sindicato que apoia a sua empresa

Recolha a Contribuição Negocial Patronal e ganhe benefícios

Por Daniela Barbará 09/08/2019 10:13:25

O SindusCon-SP enviou para as empresas da construção paulista uma guia de cota única para o recolhimento da Contribuição Negocial Assistencial. O valor foi fixado pela Assembleia Geral Extraordinária do SindusCon-SP, realizada democraticamente em 18 de abril, de forma regular e legítima, com respaldo da Justiça do Trabalho, que reconhece a garantia da participação de todas as categorias do setor.

A contribuição é importante para o país ter sindicatos fortes e representativos que celebrem convenções coletivas. As entidades têm custos e, com o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, a Negocial Assistencial tornou-se relevante.

O Sindicato presta uma ampla gama de serviços às empresas do setor, sempre com o intuito de fortalecer a indústria como um todo. Entre os benefícios das convenções coletivas, estão:

  • Regras claras e uniformes sobre salários e alimentação para todas as empresas do setor;
  • Troca do gozo de feriados de terças e quintas para segundas e sextas, dando mais liberdade e praticidade na programação de obras nos canteiros;
  • Regras para o pagamento de prêmios;
  • Orientações seguras para a contratação de terceiros;
  • Serviço de saúde e segurança aos trabalhadores;
  • Respaldo para atuação de acordo com as diretrizes estabelecidas juridicamente na Reforma Trabalhista.

A guia de R$ 1 mil (parcela única anual) deverá ser recolhida por todas as empresas da capital, interior e litoral, associadas ou não ao SindusCon-SP. Caso a empresa não tenha recebido o boleto da contribuição, deve entrar em contato com a central de relacionamento do sindicato pelo telefone (11) 3334-5600 ou pelo e-mail sindusconsp@sindusconsp.com.br.

As empresas deverão recolher a contribuição ao SindusCon-SP, observando atentamente o prazo de vencimento especificado:

9 de agosto: empresas de regiões da base territorial representada pelos sindicatos dos trabalhadores de Caçapava, Pindamonhangaba, Taubaté e Tremembé.

Aquela que perdeu os prazos estabelecidos abaixo também deve contatar o Sindicato o mais rápido possível para regularizar a sua situação:

15 de julho: empresas da base territorial do Sintracon-SP (capital paulista e alguns municípios da região) e de Itapevi;

18 de julho: as empresas das regiões da base territorial representadas pelos sindicatos de trabalhadores de Bauru, Botucatu, Campinas, Cerqueira César, Duartina, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco e Salto;

22 de julho: empresas de regiões da base territorial representadas pelos sindicatos dos trabalhadores associados à Feticon: Barra Bonita, Barretos, Campos de Jordão, Capivari, Cruzeiro, Franca, Itapeva, Itatiba, Itu e Região, Jacareí, Jaú, Jundiaí, Limeira, Marília, Mirassol e Votuporanga, Mococa, Mogi Guaçu, Ourinhos, Piracicaba, Registro, Santo André, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Solidariedade-SP (São Caetano e outros) e Sorocaba; e,

31 de julho: empresas de regiões da base territorial representada pelos sindicatos dos trabalhadores da Baixada Santista e de Presidente Prudente.









Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br