iCON Hub abre Semana da Construção do SindusCon-SP

Daniela Barbará

Por Daniela Barbará

iCON Hub abre Semana da Construção do SindusCon-SP

A Semana da Construção do SindusCon-SP 2021 começou no dia 25 de outubro com o 1º Seminário iCON Hub de inovação – “As tendências de inovação na construção civil”.

Em seu discurso de abertura da Semana da Construção, o presidente do SindusCon-SP, Odair Senra, ressaltou o momento de adversidade nos âmbitos social, político e econômico do país com a alta do valor dos insumos, a pandemia, alta da inflação etc. “As propostas de reforma tributária e do Imposto de Renda trazem riscos de oneração para nossa atividade. O Programa Casa Verde e Amarela segue sem novas contratações de empreendimentos para atender as famílias de mais baixa renda. A única certeza da política econômica é a continuação dos aumentos da taxa básica de juros, que acabará prejudicando a atividade produtiva, incluindo a indústria da construção”.

Por fim, ressaltou que “com todas essas dificuldades, a indústria da construção deverá crescer mais de 4% neste ano. Mas dificilmente vamos conseguir a mesma expansão em 2022”.

Francisco Antunes de Vasconcellos Neto, vice-presidente da entidade, ressaltou que os desafios do setor da construção civil serão muitos e iniciativas como a da Semana da Construção são importantes justamente para dar uma série de diretrizes para que as empresas possam se preparar “e mais do que isso enfrentar os desafios, como sempre fizemos nos últimos anos”.

Ciclo 4 do Programa de Inovação Aberta

Guilherme Rosa, Head do iCON Hub

O Head do iCON Hub, Guilherme Rosa, atuou como mediador do evento, e fez o lançamento oficial do ciclo 4 do Programa de Inovação Aberta com dois desafios da mantenedora-fundadora do hub, Trisul.

De acordo com Caio Sérgio Kague, gerente de Inovação da Trisul, alguns processos necessitam que os envolvidos internos ou externos sejam notificados dos prazos para as entregas. Um desses processos é a gestão de obras, no qual muitas partes envolvidas precisam acompanhar prazos de entregas de cada fase. Outro processo é no setor de Relacionamento com Investidores (RI), pois existe uma agenda a ser cumprida anualmente,  de datas impostas pela CVM para envio de documentos. Para isso, a empresa busca uma solução única, simples e user friendly, na qual seja possível cadastrar as atividades, customizar parâmetros, manter histórico de atas, notificações e demais documentos, envio das notificações e confirmação de recebimento das notificações.

O segundo desafio visa o preparo e a apresentação dos relatórios financeiros para a diretoria da empresa. A Trisul deseja uma solução que consiga reduzir o tempo necessário e que forneça dados confiáveis, com flexibilidade em sua visualização, com dashboards, relatórios e possibilidade de parametrização e customização de regras.

Saiba mais sobre os desafios, o edital e as inscrições aqui.

Inovação Aberta
Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups

A inovação aberta foi a tendência em foco nesta edição do Seminário e foi tema da participação do Keynote Speaker do evento, Bruno Rondani, fundador e CEO da plataforma 100 Open Startups. Ele abordou o tema “Como a inovação aberta está transformando os setores tradicionais e quais as tendências e oportunidades para a construção civil”.

Rondani traçou um histórico do relacionamento entre startups e grandes empresas no mundo e no Brasil e mostrou a importância delas para a inovação em setores tradicionais.

Quando questionado sobre a relação entre as corporações e as startups, Rondani informou, que pela base de dados da 100 Open Startups, 129 corporações já fecharam pelo menos um acordo com uma startup no último ano, e de 520 relacionamentos entre startups e corporações, 67 fecharam negócio com 233 startups, sejam novas ou em começo de trajetória. De acordo com o Panorama da Open Innovation entre Corporações e Startups no Brasil | 2016-2021, até 2019, observava-se um número maior de startups com relacionamentos registrados com empresas do que o número de empresas com relacionamentos com startups. A partir de 2020, a tendência se inverteu e, atualmente, o número de empresas é 1,9 vezes superior ao de startups. “A indústria tem muita demanda e muitas oportunidades. Existe um trabalho para transformar essa conexão”.

Lições Aprendidas na Prática
William, Rosa e Suleir

Ao participar do painel “Inovação aberta na prática – Lições de empresas que participaram de programas de inovação aberta”, Suleir Branco, Head do Trisul Lab e superintendente de TI e processos na Trisul, destacou a importância do apoio e do comprometimento do iCON Hub nos ciclos dos Programas de Inovação abertas do hub. “São inúmeras lições aprendidas e sempre com um importante acompanhamento da equipe do ICON em todas as fases dos programas”, afirmou.

Suleir detalhou os desafios identificados pelos departamentos da empresa e os resultados apresentados.  “Encontramos soluções que superaram as nossas expectativas e ao mesmo tempo ajudaram o ecossistema de inovação e tecnologia na construção civil”, afirmou. Para Suleir, ao optar por participar de um programa de inovação, é necessário dar uma chance para a ideia fora da caixinha e se abrir para novas opções.

Apesar de ter começado somente em 2018, a jornada de inovação da Construtora Barbosa Mello (CBM) deu um salto rapidamente e em 2021 já se consolidou com o JEITO CBM DE SER com definições de propósito e valores, implantação do Programa de Excelência Operacional, criação do Backoffice Digital; e a criação do CBM Lab Inovação Aberta, Pesquisa e Desenvolvimento. As informações são de Ricardo William, líder de inovação da Construtora Barbosa Mello (CBM) e presidente do Comitê de Transformação Digital da AMCHAM.

Com isso, a empresa conta atualmente com os pilares de inovação que envolvem:
  • Backoffice Digital, para acelerar a transformação digital da área, construir a plataforma do backoffice digital e a implantação de squad’s;
  • Construção Digital, que garante a implantação do BIM, a implementação de captura de realidade associado ao uso de drones para monitoramento de mercado e do futuro da construção;
  • Excelência operacional para garantir a implantação dos rituais de Lean Construction nas obras e compartilhar as melhores práticas entre as obras;
  • e o CBM LAB Programa de Intra-conexão com o Ecossistema.
Parcerias no ecossistema de inovação
Roman, Kague, Araújo e Romano

No painel do dia “Qual o segredo das parcerias de sucesso no ecossistema de inovação?” Vinicius Roman, diretor técnico da Neo Ventures, ressaltou que o cliente é uma grande fonte de informação e que quando a empresa se abre para o programa de inovação aberta é possível evoluir muito na compreensão das suas necessidades e da busca de solução para o desafio.

Para Diego Araújo Romano, diretor de Marketing da Hilti, o ecossistema é muito maior e tem vários outros atores que orbitam nesses desafios comuns que são do setor. “Mesmo sendo tecnicamente concorrentes, as empresas estão unidas em prol de uma melhoria do setor como um todo”.
Há pouco tempo eram limitadas as iniciativas de programa de inovação aberta e startups com foco B2B, de acordo com Johnny Araújo, CEO da Apptohome e diretor de Tecnologia da Syncmob. “A existência de programas direcionados como os ciclos do iCON Hub transformam importantes atores do ecossistema” afirmou.
O evento conta com a parceria institucional do Estadão, o patrocínio da Atlas Schindler e da Gerdau e os seguintes apoios: ABCIC – Associação Brasileira de Construção Industrializada de Concreto, ABECE – Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural, ABECIP – Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, ABEF – Associação Brasileira de Empresa de Engenharia de Fundações e Geotécnica, ABEG -Associação Brasileira de Empresa de Projetos e Consultoria em Engenharia Geotécnica, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABRAMAT – Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção, ABRAVA – Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento, ABRINSTAL – Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações, APEMEC -Associação de Pequenas e Medias Empresas de Construção Civil do Estado de São Paulo, APEOP – Associação para o Progresso de Empresas de Obras de Infraestrutura Social e Logística, CB-002 Comitê Brasileiro da Construção Civil, CBIC – Câmara Brasileira da indústria da construção, IBRACON – Instituto Brasileiro de Concreto, SECOVI -SP -Sindicato da Habitação, SINDINSTALAÇÃO – Sindicato da Indústria de Instalações Elétricas, Gás, Hidráulicas e Sanitárias do Estado de São Paulo. A Comgás é patrocinadora do Seminário de Tecnologia de Sistemas Prediais.
Assista a íntegra do evento aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O que você precisa saber.
As últimas novidades sobre o mercado,
no seu e-mail todos os dias.

Skip to content