Rodrigo Von coordenará o CTQ em 2022

Rafael Marko

Por Rafael Marko

Rodrigo Von coordenará o CTQ em 2022

 

Industrialização da construção e ESG estão entre as propostas de atuação do comitê 

O CTQ (Comitê de Tecnologia e Qualidade) do SindusCon-SP elegeu para sua coordenação em 2022 o atual coordenador adjunto, Rodrigo Fairbanks Von Uhlendorff. Na reunião do CTQ em 9 de dezembro, ele propôs a revisão dos Grupos de Trabalho, com a adoção de pontos focais como ESG (Responsabilidade Ambiental, Responsabilidade Social e Governança) e industrialização da construção, em articulação com as demais entidades do setor, além de estimular o ingresso de mais representantes das atuais empresas participantes no comitê e de trazer novas construtoras para integrá-lo. 

Rodrigo Fairbanks Von Uhlendorff, assumirá a coordenação do CTQ

A reunião no formato híbrido (presencial e on-line) contou com a participação do presidente do SindusCon-SP, Odair Senra, e foi coordenada por Fabio Villas Bôas, que agradeceu o apoio dos membros do CTQ e da equipe do SindusCon-SP nos dois anos de sua gestão. 

Senra elogiou a disciplina e o comprometimento de Villas Bôas, destacando que o coordenador do comitê colaborou muito para a atuação do SindusCon-SP. Villas Bôas também é coordenador do Comasp (Comitê de Meio Ambiente) e membro da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal da entidade.  

O presidente do SindusCon-SP manifestou apoio às propostas de Rodrigo Von, colocou-se à disposição para colaborar, e enfatizou a necessidade de se deixar a porta aberta a quem quiser fazê-lo. “O CTQ é o coração do SindusCon-SP e temos que tratá-lo bem!”, afirmou. 

Ações realizadas 

Jorge Batlouni, vice-presidente de Tecnologia e Qualidade da entidade, mostrou os resultados positivos da Semana da Construção, cujos eventos já totalizaram cerca de 2.500 visualizações no Youtube. Acrescentou que será preciso decidir se este estes eventos – Seminários de Tecnologia de Estruturas, Sistemas Prediais, BIM e iCON Hub – serão mantidos de forma  concentrada em 2022 ou se voltarão a acontecer em meses distintos. 

Daniela Ferrari, do GT de Concessionárias, relatou que há boas perspectivas de avanço para o pleito do SindusCon-SP, visando que a Sabesp deixe de cobrar tarifa de esgoto no abastecimento de água aos canteiros de obras. Villas Bôas relatou a visita feita pela Missão Técnica do CTQ à Comgás e destacou a importância destas ações de relacionamento. 

Yorki Estefan, vice-presidente de Relações Institucionais, comentou as ações do GT de RH, que elaborou check lists sobre questões como habilitação das empreiteiras, padronização de cláusulas contratuais e obrigações decorrentes da convenção coletiva. Os membros do GT também trocaram experiências sobre contratação de seguro garantia, percentual de caução e prazo para liberação, e pagamento de prêmios e de tarefas. 

Roberto Pastor Jr., coordenador da Universidade SindusCon-SP, e Rosilene Carvalho, gerente do Jurídico, mostraram os resultados positivos do início dos cursos da Universidade SindusCon-SP. Paulo Mingione, do GT de Produtividade, informou o andamento dos trabalhos com a AsBEA (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura), que buscam impulsionar a industrialização na construção.  

Alexandre de Oliveira, coordenador do GT Pós-Obra, relatou as contribuições feitas à redação da Norma de Inspeção Predial, já em vigor, e à Norma de Garantia de Edificações, em elaboração. Estefan e Villas Bôas mencionaram sua participação no Seminário Brasileiro de Impermeabilização, realizado em 7 e 8 de dezembro, no Auditório Milenium. 

Lilian Sarrouf, gestora do CB002 – Comitê Brasileiro da Construção da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), apresentou o andamento das normas em elaboração, como a de garantias, e os projetos para a confecção de novas normas de interesse do setor. 

Vanessa Dias, assessora do Comasp (Comitê de Meio Ambiente) do SindusCon-SP, comentou o lançamento do curso gratuito online sobre o CECarbon, ferramenta de medição de emissões de gás carbono e de consumo energético. Lançado em 29 de novembro, o curso já está com 43 alunos e 1 formado. Em 14 de dezembro, haverá uma reunião dos que já utilizam a ferramenta para colher sugestões de aperfeiçoamentos. Rodrigo Von deu um testemunho sobre as demandas dos investidores sobre ações de redução e neutralização das emissões de CO2, seguindo-se uma ampla troca de ideias sobre o assunto.

O que você precisa saber.
As últimas novidades sobre o mercado,
no seu e-mail todos os dias.

Skip to content