SindusCon-SP vê com cautela crescimento de 2,1% do PIB da construção 

Rafael Marko

Por Rafael Marko

SindusCon-SP vê com cautela crescimento de 2,1% do PIB da construção 

O PIB (Produto Interno Bruto) da construção cresceu 2,1% no primeiro trimestre, na comparação com o trimestre anterior, contribuindo para a elevação do PIB nacional em 1,2% no período. Foi o que divulgou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 1º de junho.

O resultado deve ser visto com cautela, observa Eduardo Zaidan, vice-presidente de Economia do SindusCon-SP. “Ainda há muita incerteza em relação ao desempenho da economia e da construção nos próximos meses, para antever que ocorram novos crescimentos como este nos próximos meses. Há grande preocupação com os desequilíbrios dos contratos de fornecimento de obras, resultantes da onerosidade excessiva dos aumentos de preços de materiais da construção. E note-se a desaceleração do ritmo de crescimento do emprego no setor ao longo deste ano.”

Na comparação com o primeiro trimestre de 2020, o PIB da construção caiu 0,9%, percentual menor que nos trimestres anteriores. Segundo o IBGE, a ocupação na atividade caiu, mas a produção dos insumos do setor cresceu.

Já na comparação do acumulado dos últimos quatro trimestres com o período anterior, o PIB da construção registrou queda de 6,9%.

De seu lado, as atividades imobiliárias registraram expansão de 1% na comparação com o quarto trimestre do ano passado e de 3,9% em relação aos primeiros três meses de 2020. No acumulado dos últimos quatro trimestres comparado ao período anterior, houve crescimento de 3%.

No primeiro trimestre, a Formação Bruta de Capital Fixo elevou-se em 4,5%. Já a taxa de investimento subiu para 19,4% do PIB.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O que você precisa saber.
As últimas novidades sobre o mercado,
no seu e-mail todos os dias.

Skip to content