Tecnologia e Qualidade

SindusCon-SP insistirá em medidas para coibir novos aumentos de materiais 

Preocupações com as consequências da escalada de preços foram relatadas em reunião do CTQ 

Por Rafael Marko 10/06/2021 16:21:13

A Diretoria do SindusCon-SP insistirá nas gestões junto ao governo federal, objetivando a adoção de providências para coibir a onerosidade excessiva dos aumentos de preços de insumos estratégicos para a indústria da construção.

As preocupações das construtoras com as consequências destes aumentos foram manifestadas na reunião do CTQ (Comitê de Tecnologia e Qualidade) do SindusCon-SP, em 10 de junho, conduzida pelo coordenador Fabio Villas Bôas, com a participação do presidente da entidade, Odair Senra.

Relataram-se anúncios, feitos por fabricantes, de novos aumentos nos próximos meses, especialmente do aço; orçamentos estourados em função de custos aumentando acima da variação do INCC que já acumula aumento de 15,26% em 12 meses; dificuldades de orçar obras futuras; limitações para repassar os aumentos aos clientes; risco de distratos, e pressões por reajustes de empresas terceirizadas prestadoras de serviços à construção.

Houve relatos sobre a intransigência de fornecedores em negociar os reajustes, e também de fornecedores que aceitam dialogar. Eduardo Zaidan, vice-presidente de Economia, comentou que, dado o caráter recessivo da economia e o tamanho do mercado, é remota a possibilidade de novos fabricantes de insumos estratégicos para a construção virem a se instalar no país, o que aumentaria a concorrência.

Yorki Estefan, vice-presidente de Relações Institucionais do SindusCon-SP, relatou as propostas apresentadas em recente reunião com o secretário do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo, Eduardo Castro. No encontro, foram feitas sugestões para agilizar os processos de aprovação de projetos de empreendimentos, utilizando tecnologia. Além do SindusCon-SP, participaram daquela reunião Secovi-SP (Sindicato da Habitação) e Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias.

Rodrigo Von, coordenador adjunto do CTQ, apresentou propostas para renovar o comitê e incrementar a sinergia entre as entidades da indústria imobiliária. Odair Senra relatou iniciativas nesta direção que já estão em andamento, inclusive com ações conjuntas com o Seconci-SP (Serviço Social da Construção). Eduardo Zaidan explicou como a Diretoria do sindicato tem atuado para fortalecê-lo e destacou a importância do respeito entre as entidades e da coordenação entre as ações das mesmas.

Lilian Sarrouf, do CB-002 da ABNT (Comissão da Indústria da Construção da Associação Brasileira de Normas Técnicas) apresentou o andamento das normas em elaboração.

Vanessa Dias, assessora do Comasp (Comitê de Meio Ambiente), convidou os membros do CTQ a participarem de duas reuniões: uma de reativação da Comissão de Estudos de Iluminação Natural da ABNT, em 21 de junho, às 8h30; e outra sobre as ações do Comasp, em 30 de junho, às 16 horas, quando também haverá uma apresentação sobre soluções sustentáveis.









Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br