Tecnologia e Qualidade

Seconci-SP sedia reunião mensal do CTQ do SindusCon-SP

Hilti do Brasil apresentou inovações em sistemas de ancoragem

Por Rafael Marko 09/08/2019 11:42:21

O CTQ (Comitê de Tecnologia e Qualidade) do SindusCon-SP realizou sua reunião mensal de agosto no dia 8, na sede do Seconci-SP (Serviço Social da Construção). O encontro foi conduzido pelo coordenador do comitê, Renato Genioli, acompanhado do coordenador adjunto, Fábio Villas Bôas.

O grupo foi recepcionado pelo presidente do Seconci-SP, Haruo Ishikawa, também membro do CTQ e vice-presidente de Relações Capital-Trabalho do sindicato.

Ishikawa e a equipe do Seconci-SP realizaram uma apresentação sobre a atuação desta entidade. Ela oferece serviços de atendimento médico ambulatorial e odontológico, segurança do trabalho, treinamentos, palestras e estudos, em suas 13 unidades no Estado de São Paulo, além de administrar unidades da rede pública de saúde do Estado e da Prefeitura da capital paulista, na qualidade de Organização Social de Saúde.

Ancoragem química

No encontro, Erick Vitorino, diretor comercial da Hilti do Brasil, e Marco Gonçalves, gerente de Engenharia da empresa, apresentaram as vantagens dos sistemas de ancoragem química desenvolvida por aquela companhia. Entre estes, conseguem-se distância e espaçamento menores que em ancoragens mecânicas, flexibilidade no embutimento, aplicação em diferentes materiais-base e um preenchimento do espaço anular de forma a impedir a penetração de água, evitando corrosão.

Entre os cuidados na utilização dos sistemas, a empresa recomenda aguardar a cura para aplicação da carga, controle no armazenamento, limpeza prévia dos furos, verificação do espaçamento e correta profundidade do embutimento.

Será solicitada a criação de uma norma técnica pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Enquanto isso não ocorre, a empresa recomenda que os projetistas sigam a Recomendação Abece – Projeto de fixações com chumbadoras químicas em elementos de concreto.

A empresa ainda dispõe de softwares atualizados com esta recomendação e de dispensadores a bateria, que ajustam o volume necessário da resina a cada furo, gerando expressiva economia na aplicação do produto.

Também foi apresentada a solução de ancoragem química pré-concretada, para aplicação em fachadas, trilhos de elevadores, túneis, fixação de equipamentos, tubulações e suportes elétricos. Este sistema, o Hilti Ancor Channel, foi aplicado com sucesso em qualidade e produtividade no Edifício Birmann 32, em São Paulo, segundo a empresa.

Normas técnicas e regulamentadoras

A reunião ainda tratou do acompanhamento das normas técnicas em elaboração ou atualização na ABNT, como a Norma de Inspeção Predial. Ishikawa apresentou um relato sobre os trabalhos de simplificação da NR 18 (construção civil), exercidos por um comitê criado pelo governo e do qual ele participa representando a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção).

Entre outros temas, também foram repassados os trabalhos de acompanhamento da tramitação do PL 4749/2009, que trata das garantias devidas pelas construtoras aos usuários em suas edificações. Relatou-se o andamento do diálogo das entidades da construção paulista com o Corpo de Bombeiros, para o aprimoramento das normas de prevenção e combate a incêndios. E se decidiu apoiar o Programa de Qualidade da Abrinstal – Building’s Installations Performance (BIP – antigo Qualinstal).









Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br