Capital Trabalho

Seconci-SP orienta sobre prevenção de doenças cardiovasculares

Elas são a principal causa de mortes no mundo e respondem por mais de 30% dos óbitos, segundo a OMS

Por Seconci 27/09/2021 09:58:39

Por ocasião do Dia Mundial do Coração (29 de setembro), o cardiologista do Seconci-SP (Serviço Social da Construção), dr. George Fernandes Maia, alerta sobre os riscos das doenças cardiovasculares. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), elas são responsáveis por cerca de 18 milhões de mortes no mundo, o que corresponde a mais de 30% do total de óbitos. No Brasil, elas causam mais de 300 mil mortes todos os anos.

“Doenças cardiovasculares é o termo genérico que designa todas as alterações patológicas, que afetam o coração e/ou os vasos sanguíneos. Nesse grupo está a hipertensão, infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca, cardiopatia congênita, endocardite, arritmia cardíaca, angina, miocardite e as valvopatias”.

O cardiologista explica que, muitas vezes, elas não apresentam sintomas claros. “Como o paciente desconhece que tem uma doença cardiovascular, aumenta o risco, por exemplo, de ter um AVC, o Acidente Vascular Cerebral”. Os exames periódicos, exigidos anualmente pelas empresas podem ser um importante aliado para detectar este e outros problemas de saúde.

“Além da avaliação clínica, devem ser feitos exames complementares, como eletrocardiograma, ecocardiograma, raio-x de tórax e teste ergométrico. A pandemia da Covid-19 trouxe consequências graves. O medo de se contaminar com o novo coronavírus, levou muitos pacientes a não procurarem os serviços de saúde, seja para diagnóstico, como para tratamento. Estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, em parceria com as Universidades Federais do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, apontou um aumento de 132% no número de mortes nos meses de março a maio de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019”, destaca o dr. Maia.

O tratamento das doenças cardiovasculares é medicamentoso e requer consultas regulares ao cardiologista e a realização de exames laboratoriais e de imagem. “Mas é fundamental que haja também uma mudança de hábitos, com a prática de atividade física, alimentação saudável e evitar o tabagismo e o consumo de álcool. Aquele jogo de futebol só no final de semana é contraindicado e pode ser inclusive prejudicial. O correto é fazer pelo menos 90 minutos de exercícios distribuídos pelos dias da semana”.

O dr. Maia lembra que o Seconci-SP dispõe de equipe multidisciplinar composta por cardiologista, endocrinologista e nutricionista, além de estrutura de exames. “Porém é preciso que haja o compromisso do paciente, seguindo hábitos saudáveis e tomando a medicação como prescrita pelo médico, sem suspendê-la por conta própria, como algumas vezes acontece”.









Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br