Capital Trabalho

Seconci-SP: evite as doenças de inverno

Trabalhadores devem se agasalhar nos canteiros de obras para manter resistência a bactérias e vírus  

Por Seconci 12/08/2019 11:18:06

Neste inverno com grandes oscilações de temperatura, em que se alternam dias quentes e secos com frentes frias geladas, é preciso redobrar os cuidados para evitar doenças características desta época do ano, como gripes, resfriados e crises de alergia.

Segundo a médica pneumologista do Seconci-SP, Marice Ashidani, nesta época do ano as doenças respiratórias são as que mais afetam a população. “O sistema respiratório conta com uma defesa natural, o muco ciliar. Ele funciona como uma barreira que bloqueia a entrada de bactérias e vírus no corpo. No frio, cai a eficiência deste sistema, causando irritações e abrindo espaço para as doenças”, explica.

A dra. Marice destaca que, no canteiro de obra, durante a atividade laboral, é comum os trabalhadores não perceberem a mudança de temperatura que ocorre durante o dia. Por isso, no inverno é importante se manter agasalhado, para evitar a exposição a temperaturas muito baixas, que podem piorar o sistema imunológico.

Outra recomendação é lavar as mãos frequentemente. Manter a distância de ambientes com muitas pessoas e pouca circulação de ar também é uma medida preventiva, pois a transmissão do vírus da gripe ocorre por meio de partículas infectadas eliminadas por meio da tosse ou espirro.

A dra. Marice destaca que manter uma boa alimentação, com ingestão de frutas, verduras e legumes, é uma excelente forma de deixar o corpo mais preparado para resistir aos vírus e bactérias. “Manter-se hidratado é outro procedimento fundamental nesta época do ano. A água contribui para fluidificar as secreções e tem função expectorante. Os sucos naturais também são bons aliados para isso”, recomenda a médica.

Uma dúvida comum, de acordo com a médica do Seconci-SP, diz respeito à vacina da gripe. Muitos trabalhadores relatam que foram imunizados em anos anteriores e mesmo assim ficaram gripados. Contudo, a especialista destaca que a vacina não tem a função de evitar a doença, mas sim de melhorar a resistência do sistema imunológico, permitindo que os sintomas sejam amenizados e evitando que o quadro evolua para uma enfermidade mais grave.

Resfriado e gripe

Segundo a dra. Marice, o resfriado é a principal problema enfrentado pelas pessoas no inverno. “Os sintomas são coriza, tosse seca ou com secreção clara, obstrução nasal, espirros, dor na garganta e indisposição. Costuma durar de 5 a 7 dias, porém os incômodos podem permanecer por até duas semanas”. “Neste caso, o tratamento pode ser feito com analgésicos, inalação com soro, uso de umidificador de ar e interrupção do tabagismo, além de ingestão hídrica em grande quantidade”, informa.

Já a gripe causa febre normalmente acima de 38°C, acompanhada de dor de cabeça, dores pelo corpo, mal-estar e perda do apetite. Estes sintomas podem seguir por mais de duas semanas. A doença é causada pelo vírus Influenza e, se não tratada adequadamente, pode evoluir para pneumonia, além de se propagar em ambientes semifechados e no contato com pessoas infectadas. Neste caso, a vacina é a melhor forma de prevenção e o tratamento é realizado com repouso, ingestão hídrica, alimentação, analgésicos, antitérmicos e antivirais.

Quando o trabalhador apresenta sintomas mais graves, como falta de ar, por exemplo, a médica orienta que o ideal é procurar assistência médica, para verificar se a pessoa não está com uma doença mais grave.









Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br