Capital Trabalho

Seconci-SP alerta para os cuidados com a saúde mental

Entidade disponibiliza grupos de apoio para dar suporte a trabalhadores da construção e seus familiares

Por Seconci 09/01/2020 10:29:38

freestocks-org-nss2eRzQwgw-unsplashNada menos de 23 milhões de brasileiros apresentam sintomas de transtornos mentais e o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo (9,3% da população). Diante destes dados da Organização Mundial da Saúde, a campanha Janeiro Branco surgiu com o intuito de promover esclarecimentos e conscientização sobre os problemas emocionais da população. E a coordenadora do Seconci-SP (Serviço Social da Construção), Angela Nogueira Braga da Silva, destaca que as empresas também precisam estar atentas para a importância dos cuidados com a saúde mental dos funcionários.

“O primeiro passo para o bem-estar mental é reconhecer limites e buscar ajuda”, afirma a coordenadora. “Ainda existe muito preconceito à ida ao psiquiatra e esse é um desafio constante para a sociedade. Por isso, é preciso que as empresas se tornem sensíveis ao tema e passem a observar mais a saúde emocional de seus colaboradores”, completa.

Desde 2014, o Seconci-SP dispõe de dois grupos de apoio aos trabalhadores da construção civil paulista e seus familiares: o Grupo de Apoio e Orientação no Tratamento Ambulatorial para Dependência Química e o Grupo Social de Apoio, este último composto majoritariamente por trabalhadores que sofrem de depressão e ansiedade.

“Ambos os grupos contam com encontros mensais e uma equipe multidisciplinar da entidade composta por psiquiatras, nutricionistas e assistentes sociais para dar todo um suporte aos trabalhadores e familiares”, explica a coordenadora.

Em cada encontro, os especialistas abordam diferentes temas acoplados à questão da saúde mental, desde luto e envelhecimento até tabagismo e nutrição. São realizados debates, sessões de filmes e atividades diversas como forma de conscientização sobre o assunto.

“No grupo dos dependentes químicos, há trabalhadores e familiares que desenvolvem transtornos mentais e o desconhecimento de algumas patologias por parte de familiares e amigos pode dificultar o tratamento. Por isso, há participantes que estão em ambos os grupos de apoio”, completa Angela.

Os trabalhadores da construção civil paulista e seus familiares podem obter mais informações sobre os Grupos pelo telefone 11 3664-5743. Todos os contatos são tratados com sigilo absoluto. Já as empresas que desejarem mais detalhes sobre as palestras e ações desenvolvidas pela entidade nos canteiros de obras, podem contatar o Seconci-SP por meio do telefone 11 3664-5844 ou pelo e-mail relacoes.empresariais@seconci-so.org.br.









Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br