Capital Trabalho

Mantendo rigorosas medidas de prevenção, obras registram queda nos casos suspeitos de Covid-19

SindusCon-SP e Seconci-SP recomendam revisão da qualidade das máscaras 

Por Rafael Marko 03/05/2021 12:13:29

Os casos suspeitos de Covid-19 em obras do Estado de São Paulo caíram de 0,55% para 0,45% do contingente de trabalhadores; e os casos confirmados oscilaram de 0,21% para 0,20%.

Estes foram alguns dos resultados da 49ª Pesquisa “Conhecendo as Ações das Construtoras Paulistas no Combate à Covid-19”, realizada semanalmente por SindusCon-SP e Seconci-SP (Serviço Social da Construção).

Pela primeira vez em quatro semanas, não se registraram internações hospitalares nem óbitos nas empresas pesquisadas.

Odair Senra, presidente do SindusCon-SP, e Haruo Ishikawa, presidente do Seconci-SP, recomendam às empresas muita atenção em relação à qualidade das máscaras.

De acordo com Senra e Ishikawa, “com o tempo, é necessário trocar as máscaras em uso. Além disso, é recomendável o uso de duas máscaras nos trajetos. Uma cirúrgica e sobre ela uma de pano garantem 96,5% de eficiência, segundo especialistas”.

Nesta 49ª rodada, foram obtidas respostas de 50 empresas, responsáveis por 573 obras, envolvendo 38.508 empregos diretos e terceirizados, de 22 a 28 de abril.

Principais resultados da 49ª Pesquisa:

· 0,45% afastados por suspeita de Covid-19;

· 0,20% afastados por confirmação da doença;

· 573 obras em andamento e nenhuma parada;

· 98% do pessoal estão em atividade;

· 100% das empresas adotam medição de temperatura e higienização das mãos, dão orientações diárias sobre prevenção, e higienizam e realizam demarcações em áreas de vivência;

· 98% orientam sobre limpeza dos Equipamentos de Proteção Individual e afixam informativos impressos sobre a Covid-19 nos locais de circulação;

· 94% fornecem máscaras para o transporte e para utilização na obra e realizam limpeza de EPIs e ferramentas e instituem horários escalonados para entrada, saída e refeições;

· 88% realizam outras práticas para a prevenção da contaminação entre os trabalhadores e a comunidade.

· 87% divulgam aos trabalhadores cartazes e vídeos de orientação do SindusCon-SP e do Seconci-SP;

· 83% distribuem informativos eletrônicos sobre a Covid-19.

Os presidentes do SindusCon-SP e do Seconci-SP reafirmam o convite para mais empresas com obras no Estado de São Paulo participarem das próximas rodadas; basta enviar um e-mail para pesquisacovid-19@seconci-sp.org.br e o Seconci-SP entrará em contato para incluir a construtora na enquete. As entidades garantem sigilo absoluto sobre as informações prestadas.

Veja os relatórios completos das rodadas da pesquisa:

Cinco últimas

40ª à 44ª

35ª à 39ª 

30ª à 34ª

25ª à 29ª

19ª à 24ª

13ª à 18ª 

7ª à 12ª

Seis primeiras









Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br