Lançamentos das incorporadoras crescem e vendas caem no terceiro trimestre

Rafael Marko

Por Rafael Marko

Lançamentos das incorporadoras crescem e vendas caem no terceiro trimestre

Dados da Abrainc destacam crescimento do segmento de Médio e Alto Padrão 

Dados de 18 empresas associadas à Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) apontam o lançamento de 34.528 unidades residenciais no terceiro trimestre, 5,9% a mais que no mesmo período de 2020. 

No acumulado do ano até setembro, foram lançados 95.342 imóveis, alta de 35,3% em relação ao mesmo período do ano anterior; e nos 12 meses até setembro, 145.962 unidades, aumento de 33,4% em relação aos 12 meses anteriores. 

Já as vendas de 34.557 unidades no terceiro trimestre representaram uma queda de 11,5% em relação ao mesmo período de 2020. No acumulado até setembro, foram vendidas 108.909 unidades – alta de 10,9% na mesma comparação com o ano anterior. 

No acumulado de 12 meses até setembro, as 149.292 unidades comercializadas significaram uma alta de 16,8% em relação às registradas no mesmo período precedente. As vendas líquidas (já descontadas as unidades distratadas) caíram 11,5%, no terceiro trimestre; e se elevaram 13,1%, no acumulado do ano, e 19,4%, nos últimos 12 meses. 

Casa Verde e Amarela 

Os empreendimentos enquadrados no Programa Casa Verde Amarela (CVA) mantiveram sua participação expressiva em lançamentos (69,1%) e vendas (81,9%) nos últimos 12 meses. No entanto, essa representatividade tem recuado gradualmente em favor do segmento de Médio e Alto Padrão (MAP). 

Em unidades lançadas, as do CVA registraram quedas de 29,7% no terceiro trimestre de 2021 e de 1,1% no acumulado do ano, e alta de 8,4% nos últimos 12 meses. As vendas caíram 15% no terceiro trimestre, mas ainda registravam altas de 9,2%, no acumulado do ano, e de 17% nos últimos 12 meses. 

Médio e Alto Padrão 

O volume de unidades MAP cresceu 235,9% no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período de 2020. Com isso, registrou altas de 249,1% no acumulado do ano até setembro, e de 171,3% em 12 meses. 

Nas mesmas comparações, as vendas de MAP cresceram 8,3% no trimestre,  21,1%, no acumulado do ano, e 18,1% em 12 meses. 

Na análise da Abrainc, os resultados do terceiro trimestre refletem diferentes fatores que têm influenciado tanto a oferta quanto a demanda por novas unidades nos principais mercados do país, com destaque para: a alta dos preços de matérias primas e insumos da construção civil, os limites impostos sobre valores e condições para empreendimentos relacionados ao CVA, e a elevação da taxa básica de juros da economia brasileira, entre outros.

O que você precisa saber.
As últimas novidades sobre o mercado,
no seu e-mail todos os dias.

Skip to content