Contabilidade

Jurídico orienta sobre recolhimento da CPRB

A sugestão é gerar a GPS manualmente e depois fazer o acompanhamento

Por Rafael Marko 10/12/2018 11:07:23

O sistema da Receita Federal não está parametrizado, impossibilitando o pagamento das diferenças de recolhimentos entre a Contribuição Patronal sobre a Receita Bruta (CPRB) e a folha de pagamentos (Lei 9.430/96, art. 63, parágrafo 2º).

Em consequência, o Setor Jurídico do SindusCon-SP sugere que as empresas associadas gerem manualmente suas GPSs, por meio da internet bankline ou de programas que o façam, informando CNPJ, código da Receita, período de apuração, e calculando o valor do principal e dos juros sem a multa de mora.

Após o pagamento, é necessário retificar as obrigações acessórias e acompanhar o conta corrente da empresa, pois possivelmente constará o valor “em aberto” – não pago. Neste hipótese, deverá ser feito pedido de revisão do lançamento.









Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Horário de atendimento

seg-qui 08h00 às 18h00

sex 08h00 às 12h00

Rua Drº Bacelar, 1.043 | 5º andar

Vila Clementino,

São Paulo-SP,

04026-002

Tel (11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br