Inovação

iCON realiza debate sobre inovação aberta corporativa

Votorantim Cimentos, Alphaville Urbanismo e Embraer apresentaram seus modelos

Por Rafael Marko 03/08/2018 15:54:03

IMG_1527Com a participação de 120 representantes de startups, universidades, construtoras e empresas da cadeia produtiva do setor, o SindusCon-SP sediou em 3 de agosto o 1º Open Innovation & Coffee, para um intercâmbio de experiências sobre ações voltadas à inovação aberta corporativa com a participação de representantes da Votorantim Cimentos, Alphaville Urbanismo e Embraer.

Abrindo o evento, José Romeu Ferraz Neto, presidente do sindicato, destacou a criação do iCON, o hub de inovação da construção que o SindusCon-SP está coordenando para congregar os participantes do ecossistema de inovação tecnológica. O objetivo é fomentar soluções factíveis para os desafios dos diversos segmentos da indústria da construção. “Nós precisamos compreender as possibilidades oferecidas pelas startups e elas precisam conhecer e entender a construção para criar o que estamos necessitando”, afirmou.

IMG_1758Coordenando os debates ao final do evento, Francisco Antunes de Vasconcellos Neto, vice-presidente do sindicato, destacou que o SindusCon-SP, por meio do iCON se propõe a ser “um ambiente atrativo e estimulador, um espaço de conexão, colaboração e confiança, ajudando a criar novas ideias e soluções para o mercado da construção”. Segundo ele, o SindusCon-SP não quer liderar os processos e sim favorecer que as próprias lideranças em inovação impulsionem suas ideias para a frente. “O importante é darmos um primeiro passo e fazermos acontecer”, acentuou.

Defendendo que “a colaboração é a palavra chave para a inovação”, o líder do Programa de Inovação Aberta da Votorantim Cimentos, Alexandre Augusto Mosquim, comentou que “o SindusCon-SP está se tornando o grande portal da construção”. Bruno Freitas, da Torus Consulting, ressaltou a oportunidade de o ecossistema de inovação tecnológica utilizar o edifício do sindicato como um espaço de conexão para a criação de soluções às demandas do setor.

Importância do ecossistema
IMG_1568Mosquim detalhou o funcionamento do programa da Votorantim Cimentos, destacando a importância de envolvimento das áreas da empresa desde o início do processo e de todo o ecossistema, incluindo não apenas startups, mas universidades, fundos de investimento e governo.

Ele enumerou os passos do programa: esclarecer internamente os objetivos, descobrir as necessidades e as oportunidades, preparar a empresa para receber o ecossistema e a cultura da inovação, divulgar o programa nas mídias internas, selecionar as soluções mais aderentes, vencer resistências dos colaboradores e alinhar expectativas, validar tecnicamente e comercialmente as soluções desenvolvidas, compreender e consolidar as lições aprendidas, e contratar os serviços.

Assim, a Votorantim Cimentos e as startups selecionadas desenvolveram soluções para gestão digital de territórios de exploração mineral e florestal e de logística. Ao mesmo tempo, descartou soluções que se mostrarem criativas, porém inviáveis tecnicamente ou comercialmente, como a eliminação de pallets, utilização de realidade aumentada para a manutenção de equipamentos e emissão zero de carbono, de modo a tornar a fábrica de cimento energeticamente sustentável.

Geração de valor
IMG_1628Patrícia Dias Hulle, gerente geral de Negócios da Alphaville Urbanismo, apresentou o Alpha Inova, seu programa de startups, objetivando gerar valor para a empresa e seus clientes.

Inicialmente foram identificados desafios em áreas tais como atendimento, gerenciamento de obras, construção sustentável, marketing/vendas, cobrança e processos internos. Após um processo próprio de divulgação, seleção e validação, seis startups foram contratadas para desenvolver soluções àqueles desafios, entre elas: ZeroDistrato, QueroQuitar!, e Lean Survey.

Patrícia assinalou que, como resultados adicionais, o processo vem trazendo melhor integração entre as áreas, agilidade para corrigir problemas, fortalecimento do sentimento dos colaboradores de se sentirem “donos” da empresa, identificação de erros e melhoras contínuas de processos.

Pensar inovador
IMG_1647Luciano Pedrote, líder da Equipe de Estratégia da Embraer, mostrou as ações da empresa de fomento à inovação tecnológica de produto e de processo. Destacou a importância de a empresa ter clareza sobre seus desafios e de pensar de forma inovadora e estratégica, inclusive desenhando cenários futuros de 10 e 20 anos para a frente.

O engenheiro assinalou a necessidade de envolvimento das diversas áreas da empresa, de universidades e centros de pesquisa, cooperação tecnológica, fomento financeiro, redução da burocracia, agregação de conhecimentos via combinação de competências bem como de gestão da propriedade intelectual dos desenvolvimentos.

Com isso, a empresa desenvolveu soluções para problemas como treinamento de pilotos e mecânicos, automação da montagem estrutural de aeronaves, estruturas em materiais compósitos. Desafios foram superados, tais como redução de custos para localização de ferramental, diminuição dos homens/hora em ensaios, redução de custos em treinamento, detecção de defeitos em compósitos, melhoria no processo de colagem de preços.

Em reverência aos 50 anos de criação do primeiro avião da Embraer, o Bandeirante, Pedrote exibiu um vídeo com uma mensagem emocionante do fundador da empresa, coronel Ozires Silva, estimulando o empreendorismo e a inovação.









Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br