Crescem as vendas e lançamentos das incorporadoras da Abrainc 

Rafael Marko

Por Rafael Marko

Crescem as vendas e lançamentos das incorporadoras da Abrainc 

Dezoito empresas associadas à Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) lançaram 30.176 unidades no trimestre móvel de março a maio de 2021. Isto representou 72,1% a mais que no mesmo período de 2020, auge da pandemia.

De acordo com o levantamento feito pela Fipe para aquela entidade,  de janeiro a maio foram lançadas 43.268 unidades, alta de 73,8% em relação ao mesmo período de 2020. Nos 12 meses encerrados em maio, lançaram-se 139.442 unidades, 26,2% a mais em relação aos 12 meses precedentes.

De março a maio, foram comercializadas 37.966 unidades, elevação de 32,3% em relação ao mesmo período de 2020. De janeiro a até maio, venderam-se 58.042 unidades, alta de 23,7% em relação aos 5 primeiros meses de 2020. Nos 12 meses até maio de 2021, foram 149.681 unidades, alta de 31,1%, comparado ao mesmo período precedente.

As vendas líquidas (descontados os distratos) cresceram 36% de março a maio, 26% no acumulado do ano, e 32,8% nos últimos 12 meses.

Casa Verde e Amarela e MAP 

Os lançamentos dos empreendimentos participantes do Programa Casa Verde Amarela (CVA) registraram alta de 17,5% de março a maio; 46,6% em 2021, e 21,5%, nos últimos 12 meses. Nas mesmas comparações, as vendas neste segmento cresceram, respectivamente, 29,9%, 24,5%, e 36,5%.

Em relação ao total dos novos imóveis residenciais, as unidades do CVA responderam por 79,7% dos lançamentos e por 83,4% das vendas, no acumulado de 12 meses até maio.

Comparativamente, os lançamentos de empreendimentos do segmento residencial de Médio e Alto Padrão (MAP) apresentaram alta de 339,4% de março a maio, crescimentos de 178,5% em 2021 no ano, e de 46%, em 12 meses. As vendas de março a maio cresceram 44,2% em relação ao mesmo período de 2020, contribuindo para altas de 16,4%, em 2021, e de 9,6%, nos últimos 12 meses até maio.

Na avaliação da Abrainc, os últimos reforçam a trajetória positiva e resiliente da incorporação, a despeito das condições ainda desafiadoras enfrentadas por outras atividades econômicas e pela economia brasileira, em geral.

A entidade destaca o desempenho recente do segmento MAP, que, apesar de responder por uma proporção menor de mercado desde o início da série histórica dos Indicadores, tem recuperado participação entre os lançamentos residenciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você precisa saber.
As últimas novidades sobre o mercado,
no seu e-mail todos os dias.

Skip to content