Construção cria 12,4 mil novos empregos em novembro

Daniela Barbará

Por Daniela Barbará

Construção cria 12,4 mil novos empregos em novembro

Abertura de vagas aconteceu principalmente em São Paulo, destaca o SindusCon-SP 

A indústria da construção brasileira abriu 12.485 empregos em novembro (+0,52%). No ano, o setor criou 298.695 postos de trabalho com carteira assinada (+14,18%). O ritmo de aumento do emprego no setor desacelerou pelo terceiro mês consecutivo. Registraram-se 17,2 mil contratados em outubro, 24,5 mil em setembro, 32 mil em agosto, 29 mil em julho, 23 mil em junho, 22 mil em maio, 21 mil em abril, 24 mil em março, 44 mil em fevereiro e o mesmo número em janeiro.  

Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), e foram divulgados em 23 de dezembro, pelo Ministério do Trabalho e Previdência.  

De dezembro de 2020 a novembro de 2021, a construção abriu 245.939 novos empregos (+11,39%). Foi o quarto setor que gerou o maior número de postos de trabalho formais nestes 12 meses, atrás de serviços (+1.262.200 vagas), comércio (+676.541) e indústria (+514.938), e na frente da agropecuária (+135.650).  

De acordo com Odair Senra, presidente do SindusCon-SP, “registramos aumento de emprego em novembro, diferentemente de anos anteriores, quando naquele mês havia mais demissões que contratações. A atividade da construção segue intensa principalmente no Estado de São Paulo e na capital paulista, mas em outros Estados já se sente um declínio comum nesta época do ano.”  

Nas atividades imobiliárias, o saldo entre admissões e contratações em novembro foi de 1.780 novos empregos (+1,04%), acumulando 17.785 (+11,45%) no ano e 18.330 (+11,85%) em 12 meses. Neste segmento, o ritmo de crescimento do emprego voltou a acelerar, ante os 1.057 gerados em outubro, 1.449 em setembro, 1.716 em agosto, 1.686 em julho, 1.735 em junho, 1.345 em maio, 1.486 em abril, 1.572 em março, 1.809 em fevereiro e 2.061 em janeiro.  

Estoque  

Ao final de novembro, a construção empregava 2.405.195 trabalhadores com carteira assinada no país, de acordo com o Novo Caged.  

Já o saldo entre admissões e demissões entre todos os setores da atividade econômica no país resultou na abertura de 324 mil empregos em novembro.  

Por Estados  

Das vagas abertas pela construção em novembro, 5.661 registraram-se no Estado de São Paulo. Aqui houve nova aceleração no ritmo de crescimento, ante as 4.656 abertas em outubro, 4.331 abertas setembro, 8.080 em agosto, 6.560 em julho, 2.443 em junho, 2.546 em maio, 5.959 em abril, 8.132 em março, 12.745 em fevereiro, e 15.699 em janeiro.  

Além de São Paulo, os Estados que mais empregos criaram no setor no mês foram: Bahia (2.917), Pernambuco (1.011) e Rio de Janeiro (1.962). Entre os Estados que mais fecharam vagas, figuram Minas Gerais (-3.257) e Goiás (-596).

Sobre o SindusCon-SP

O SindusCon-SP é a maior associação de empresas da indústria da construção na América Latina. Congrega 850 construtoras associadas e representa as cerca de 50 mil empresas de construção residencial, industrial, comercial, obras de infraestrutura e habitação popular, localizadas no Estado de São Paulo. Tem sede na capital paulista, e representações em nove regionais e uma delegacia nos principais municípios do Interior. A construção paulista representa 27,6% da construção brasileira, que por sua vez equivale a 4% do PIB brasileiro.

Informações para a imprensa – Daniela Barbará – (11) 3334-5659 – [email protected]

O que você precisa saber.
As últimas novidades sobre o mercado,
no seu e-mail todos os dias.

Skip to content